quarta-feira, 19 de maio de 2010

Um segredo de Polichinelo

As declarações do presidente do FMIBPI mais não fizeram do que dizer em voz alta e publicamente aquilo que os mercados já há bastante tempo têm vindo a "dizer", pelo que não só me parece sinceramente ridícula a reacção de varios banqueiros, como pelo contrario me parece util e mesmo indispensável que o público em geral seja informado da gravidade de uma situação, em que a necessidade de recurso ao novo fundo europeu e ao FMI parece cada vez mais provável.

3 comentários:

Daniel Conceição disse...

Foi um lapsos linguae :)
Onde está presidente do FMI deve ler-se presidente do BPI.
Quanto à necessidade de manter as pessoas informadas, o senhor em causa, é mais responsável que o governo de um país supostamente democrático que tenta por todos os meios silenciar a verdade da situação em que nos encontramos.

JP Santos disse...

Obrigado pela correcçao.

ricardo disse...

O preocupante é sabermos que já não são os bancos, nem os mercados, nem os aforradores a fornecer a liquidez de que o país precisa.
Neste momento é o BCE que está a desempenhar esta função.
A seguir ao BCE virá o FMI.